Escrito por Priscilla

5 estratégias para “vencer” o jet lag

Cheguei de viagem hoje, depois de duas semanas na Península Ibérica (Portugal e Espanha). Se você acompanhou minhas aventuras por lá via o Histories do Instagra m @cidadesdepriscilla sabe que eu sofri um bocado com o jet lag.

Para falar a verdade são 4 da tarde aqui no Brasil e estou quebrada de sono, mas para não ficar mal do jet lag vou me manter acordada até a noite (desejem-me sorte).

Bom, o jet lag é aquele efeito que o organismo sente quando tem que se adaptar a um novo fuso horário. No caso estávamos 5 horas à frente do horário brasileiro. Eu sempre sofro muito com isso quando vou à Europa, mais que quando viajo para a costa oeste dos Estados Unidos. Isso porque é mais fácil acordar cedo e entrar no ritmo por lá.

O que acontece é que o corpo, acostumado a um horário, acaba por manter funções biológicas daquela forma. Por exemplo: você não consegue dormir durante a madrugada pois tecnicamente estaria acordada se estivesse no seu país de origem.

Para piorar eu estava viajando com a Coty e sendo ela a prioridade, tive que fazer um esforço para não tirar nenhuma soneca durante o dia nos primeiros dias de viagem. E para piorar mais ainda, como é quase verão na Europa os dias são longos e só escurece lá para as 9 da noite.

Se você vai ou está passando por esse efeito, vou te dar 5 estratégias que podem ajudar a vencer o jet lag. Aproveito para comentar o que já tentei e o que funcionou ou não.

1 – ESPORTE

Quando chegar no hotel vá correr ou praticar algum outro esporte. Segundo especialistas isso ajuda o organismo a regular no novo horário. Olha, mesmo ficando em hoteis com academia ou próximo a parques eu confesso de coração que eu nunca fiz isso portanto não sei se funciona. Quando eu chego de viagem quero tomar um banho primeiro e comer alguma coisa. Bom, se bater perna serve como esporte, já tentei algumas vezes mas não foi lá essas coisas

2 – VIRE O DIA

Mesmo chegando exausta de manhã vire o dia e entre no horário de onde estiver. Claro que eu não consegui fazer isso nessa viagem, mas talvez tivesse me ajudado. Ou não. Em 2014 estive em Paris. Cheguei na cidade no meio da tarde e não descansei. Fui direto bater perna e até jantar com uma amiga que também estava na cidade. Pergunta se adiantou? nada! Fiquei de olhos abertos de madrugada sem conseguir dormir. E tinha um sono insuportável durante o dia, mesmo acordando às 11h. Mas isso pode ser também porque eu já estava grávida da Coty mas não sabia. Culpei o jet lag sem dó.

3 – MELATONINA

Sei que esse é um medicamento proibido no Brasil, mas que você acha facinho em qualquer farmácia na Europa e Estados Unidos. No meu caso, ganhei umas amostrar grátis em uma revista que comprei. Virei 2 comprimidos para zerar o jet lag. Não fez nem cosquinha. Não significa que não funcione para você.

4 – VINHO

Além dos dois comprimidos de melatonina, tomei uma taça de vinho. Como quase não bebo no dia a dia, me deu um baita sono. Aí sim dormi, mas no dia seguinte acordei super mal com dor de cabeça e mal humorada. Dormi sim, mas não achei que foi isso que me ajudou. até porque no dia seguinte só peguei no sono às 4 da manhã.

5 – PACIÊNCIA

Infelizmente é o que funciona para o meu organismo. Eu preciso esperar uns dias até entrar nos eixos. Algumas pessoas (tipo meu marido) se adaptam ao fuso em 2 dias no máximo. Eu preciso de uns 4 no mínimo para vencer o jet lag. Paciência, né?

E você? Usa alguma estratégia diferente? Escreve aí nos comentários porque pode ajudar outras pessoas. 😉

 

  1. Avaliação geral:

Deixe seu comentário

Enviar