Escrito por Priscilla

O que fazer em NY? Bleecker Street!

Bleecker Street é uma rua simpatiquinha do Greenwich Village, ideal para fazer aquela coisa francesa, como se diz mesmo? Flanar… E eu andei flanando por lá em novembro. Já tinha mencionado por aqui, eu acho, quando esbarrei na famosa loja do Marc Jacobs por lá e mais uma vez não gostei. Também fui comer o tal cupcake da Magnolia Bakery. De verdade, também não gostei. Primeiro porque

Escrito por Priscilla

Coisinhas para comprar para casa – Paris

Lembram desse post aqui? Agora é a vez de Paris!!!!! Lógico que a pegada aqui é totalmente diferente. As lojas de Paris tem um quê de descoladas, de metidinhas a Besta, bem como a gente gosta (RS). Bom, vou listas aqui algumas opções e vocês optam pelas suas preferidas. Mas não levem minha opinião em consideração. Conheçam as lojas e tirem suas conclusões: Conf Décor – Infelizm

Escrito por Priscilla

Entrecôte legítimo em Paris

Vá lá que você peça uma outra dica de restaurante quando vai viajar, mas eu acho bem mais divertido quando você “esbarra” em um lugar. Mas esse restaurante eu visitei seguindo uma dica. É o tradicional Les Relais de L´Entrecote. Com três endereços em Paris (eu visitei o da Rue Saint-Benoít, 20)  você logo reconhece o restaurante pelas atendentes. Todas mulheres. Vestidas do

Escrito por Priscilla

Comprinhas NY – Woodburry

Até onde eu sei, existe dois outlets pertinho de Nova Iorque. Um é o Jersey´s Garden, que eu não fui, e o outro é o Woodburry. Meu critério para preferir ir ao Woodburry é porque lá tem lojas mais premium, como a Gucci e a Diane Von Furstenberg. Olha eu aí na porta da Gucci esperando a loja abrir. Bom, outlet é bom em qualquer lugar dos Estados Unidos, então fica a seu critério qual vo

Escrito por Priscilla

Museu do Sexo – Amsterdam

Pertinho do Singel (um dos canais que cortam Amsterdam) fica o Museu Do Sexo da cidade. Claro que tinha que ter um desses na cidade mais liberal do mundo, né? São três andares com muita sacanagem: fotos, filmes, esculturas e até bonecos digamos assim, interativos. Se você tirar todos os preconceitos e pudores da frente, vai achar um lugar diveridíssimo (e em alguns momentos até instrutivo &

Escrito por Priscilla

Prostituição em Amsterdam

Eu peguei um desses tours noturnos e fui “conhecer” mais a fundo o tal do Red Light District de Amsterdam. Assim como a questão da maconha, a “profissionalização” da prostituição chama muito a atenção na Holanda. Em primeiro lugar que fique claro que esta não é a profissão mai antiga do mundo. Senão, como tais serviços seriam pagos? A profissão mais antiga do m

Escrito por Priscilla

Loja de Paris para quem curte bordado

Em Paris eu fico na Bastilha.Passeando pelas redondezas, descobri ano passado uma loja muito frufru para quem curte um bordado. Eu adoro (sou craque em ponto cruz). Só que esse ano passei lá e comprei uns itens que em breve vão virar lindas peças para casa. Além das ferramentas para as várias modalidades de bordado, há diversas opções de telas. Fico um tempão lá olhando tudo. Bom, a loj

Escrito por Priscilla

Melhores compras no Duty Free

  Para mim uma viagem só termina quando eu cruzo o corredor da ReceitFederal. Um pulinho no Duty Free é deveras importante. Mas não é tudo o que vale comprar lá. Principalmente se você chegou dos Estados Unidos. Roupas, bolsas,eletrônicos? Forguetabaute. Prefira cosméticos, bebidas e chocolate. Em alguns casos relógios até vá lá (eu comprei um Swatch lindão no Duty Free de Portug

Escrito por Priscilla

Um hotel bom e barato em Paris

O que se fala muito sobre Paris é que a cidade é cara, abusivamente cara. E isso é verdade. Ir para Paris significa (pelo menos no meu caso), equilibrar almoços no Cafe de Flore e Mc Donald´s. Mas se tem uma coisa que eu acertei de primeira foi o hotel. Consegui um no Booking.com por um preço interessante em se tratando da Cidade Luz. Trata-se do Corail Hotel. Para se ter uma ideia as diári

Escrito por Priscilla

Futebol em Barcelona – Camp Nou

Funcionava mais ou menos assim: deixaram a gente na Plaza Cataluña e de lá tínhamos que nos virar e ir para o Camp Nou de metrô. Claro que a gente deu um jeito, né? O estádio é bem organizado, vai muita criança e o público ontem foi de cerca de 91 mil pessoas. As fotos são na entrada (óbvio) onde tem as barraquinhas vendendo coisas para torcedores e já acomodadas no estádio. Eu ía to