Escrito por Priscilla

Nossa Visita à Fazendinha Estação Natureza

Vocês devem lembrar quando falamos aqui do Nem Boneca Nem Carrinho, que proporciona experiências ao invés de coisas como presentes. Fizemos um concurso cultural e a empresa presenteou eu e a Coty com uma visita na Fazendinha Estação Natureza.

Olha aqui o video de quando recebemos o presente 🙂

Pois bem, fomos no último final de semana conhecer o local.

Eu fui professora de pré-escola por 7 anos. Tem muito aluno meu por aí que já se formou na faculdade (ahhhh a idade). Uma das coisas boas da profissão era visitar locais cujo foco eram crianças. Mas nunca havia ido à Fazendinha. Eis que a oportunidade surgiu.

Acho uma ótima poder levar nossos filhos, criados na cidade, para um lugar onde eles terão experiências diferentes. Além do contato com uma forma diferente de natureza, né?

A Coty está numa fase em que ela tem medo de tudo. então fiquei com ela no colo boa parte do tempo porque lá pode-se chegar muito perto dos bichos e alguns ficam até soltos.

🐔❤️

Uma publicação compartilhada por As Cidades De Priscilla 🏠👠😎 (@cidadesdepriscilla) em

O Helton não pode ir, então me perdoem não ter tantos vídeos e fotos. É complicado filmar e fotografar quando temos uma garotinha de 2 anos e meio no colo 😛

Eu gostei bastante do lugar. Não é tão pequeno que não tenha opção e nem tão grande que você não consiga ver tudo em meio período. O ideal é ficar até mais tempo por lá para explorar cada uma das atividades.

Você pode explorar a Fazendinha por sua conta ou com o auxilio dos monitores. Pelo nosso pouco tempo disponível, fizemos um mix das duas coisas. Achei os monitores preparados e disponíveis.

Há várias coisas que podem ser feitas, como o passeio no cavalo (que nem é tão diferente assim), ou dar comida para as galinhas e patinhos (que eu mesma nunca tinha feito com quase 40 anos nas costas).

Outra coisa que eu nunca tinha feito: ver um peru assim de pertinho. Já sei que vão surgir piadas com o peru, mas quem aí já tinha visto o animal assim, ó:

Outra coisa legal é promover a ordenha das vacas. A Coty estava sem paciencia e acabou não participando, mas achei bem interessante como os monitores explicam sobre o processo de ordenha, que não é só chegar lá e puxar a teta do animal.

Os bichos que as crianças podem ver por lá são: porcos, porquinho da india, galinhas, vaca, poney (gente a Coty aprendeu a falar poney, nao aguentoooo), cavalo, perdiz, ovelha, cabra, pato, peru, pavão, coelhos e por aí vai.

Olha o porco que tem lá: só queria saber de comer quando o vimos.

Mas não pensem que a Fazendinha é só sobre animais. Tem uma hortinha e os monitores ensinam as crianças a plantar. A Coty ainda não vai para a escola então não plantão o primeiro feijãozinho dela ainda. Mas plantamos o primeiro girassol. Olha o potinho dela <3

E para a gente não ficar andando com o potinho com terra na Fazendinha toda, eles deixam os vasinhos a disposição para a hora de ir embora. Achei um detalhe tão fofíneo 🙂

 

Recomendo o passeio sim. Achei o valor justo da entrada (porque a infra para cuidar dos bichos não deve ser pouca, né?). Para quem quiser ficar mais tempo, tem uma área para alimentação. Dá inclusive para pensar em festinha por lá. Olha aí e veja as informações aqui.

Pelo que entendi a Fazendinha é aberta a escolas durante a semana. Para quem quiser visitar sem escolas e afins, precisa agendar. Para o final de semana: liberou geral. Veja as informações aqui.

A Coty adorou, claro. Qual é a criança que não gosta de bichos?

Acho que o passeio só não foi melhor porque saímos tarde de casa (culpa da mamãe). E aí Coty foi ficando cansada e com fome.

Contei no Histories do Instagram (@cidadesdepriscilla) que a Coty fez tanto escândalo no carro na volta para casa que tive que parar o mesmo e acalmar ela. Coty chegou a se soltar da cadeirinha de tão irritada. Acontece, né, gente? É criança, é ser humano. Cansa, sente, chora. Faz parte.

  1. Avaliação geral:

Deixe seu comentário

Enviar