Escrito por Priscilla

Viajar com Filhos

Tirei o final de semana para produzir conteúdo para o blog e resgatei esse post aqui que estou há semanas para escrever especialmente para as mães que querem viajar com filhos.

Muito antes de engravidar eu sonhava com isso. Queria levar minhas crias pelos lugares em que eu já tinha estado e outros.

Minha primeira viagem com a Coty foi para a Bahia. Contei tudo aqui. Depois fizemos viagens mais próximas de casa e recentemente tivemos a oportunidade de viajar com ela para a Europa.

Claro que teve críticas. A mais normal delas é: “Você é louca”.

Só que eu sou dessas que faz o que o coração manda e assim foi nesse caso.

Viajar com filhos requer duas coisas: empatia e paciência.

Empatia para se colocar no lugar da criança e entender o momento dela. Paciência para lidar com isso.

Crianças, como sabemos, estranham tudo o que sai da rotina delas. Imagine um país diferente em outro fuso.

Crianças às vezes não comem aquilo que tem disponível, ficam doentes quando menos se espera, se cansam e mudam o ritmo das coisas. Mas ao viajar com os filhos, isso pode acontecer mesmo que você vá para o Japão ou para Santos.

Você vai se encher de culpa. Eu, particularmente, me senti a pior mãe do mundo quando a Coty chorou de dor de ouvido na aterrissagem em Lisboa (na ida). Falei sobre isso aqui.

Depois você vai se culpar pelo jetlag, pela alimentação, por cada vez que seu filho dormir exausto dos passeios e por aí vai.

Vou te contar uma coisa: você não é a pior mãe do mundo por viajar com filhos.

Você é a melhor mãe do mundo justamente por isso. Porque podia ter tido muito mais conforto na sua viagem se não tivesse levado crianças.

E mais: você tirou o seu filho da zona de conforto ao fazer isso. E esta é a melhor base para quem quer preparar os filhos para enfrentar a vida.

Viajar com filhos vale a pena sim. Vai por mim. 🙂

 

 

  1. Avaliação geral:

COMENTÁRIOS

  1. Cristina Carvalho |09/07/2017 17:01

    Viajo com Anna desde seus 9 meses de idade para o exterior .
    A primeira viagem ela chorou do Brasil a Argentina sem cessar, o comandante saiu do seu posto para perguntar se tinha algo grave c ela .
    Não , era simplesmente dor de ouvido , com certeza uma das mais terríveis que teve .
    Ao pousar ela conseguiu adormecer e um brasileiro disse ; agora vamos fazer barulho para ela acordar , já não bastasse toda nosso constrangimento.
    Mesmo assim , continuamos a viajar smepre c acompanhamento da pediatra .
    Nossa filha hoje tem 8 anos e ama museus , conhece grande parte do mundo 🌎.
    Isso é cultura , uma das maiores heranças que podemos deixar para nossos filhos .
    Amamos seu Blog , parabéns 👏🏻👏🏻👏🏻

  2. Polaina Jayanthi |09/07/2017 20:36

    Vale muito a pena sim!!!!!!! Viajei muito com minha filha desde que ela tem 3 meses. Viagens curtas e muito longas (35 horas). E apesar deles se incomodarem,se cansarem eles os ensinam a curtir algumas coisas que não tínhamos ideia (como jogar futebol no saguão do aeroporto de paris com bola de papel e muito divertido ). Filhos e para estar conosco sempre até pq um dia eles vão querer voar sozinhos. Bjs

Deixe seu comentário

Enviar